TelexFREE deve devolver aos investidores os valores recebidos.

 

Transitou em julgado a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público, que declarou nulo os contratos firmados entre a Telexfree e seus investidores, por entender tratar-se de pirâmide financeira.

 

Na decisão, a Telexfree foi condenada a devolver os valores pagos pelos Partners e Divulgadores a título de “fundo de caução retornável”, “kits ADCentral” e “ADCentral Family”, deduzidas as bonificações e contas 99TelexFree ativadas, bem como ao pagamento de danos morais coletivos no importe de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais).

 

Importante mencionar que já está bloqueado o valor de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) para garantir o ressarcimento de parte desses valores e o que superar, poderá ser pago através da penhora de bens dos próprios sócios da empresa.

 

Agora, os investidores devem procurar um advogado de confiança para ingressar com processo de liquidação no fórum de sua cidade, apresentando documentos que comprovem sua condição de investidor, quais sejam:

 

- Prints das telas de Back Office;

- Logins das Contas;

- E-mails trocados;

- Comprovantes de pagamento de conta, entre outros.

 

Um Juiz responsável pelo processo de liquidação irá analisar a documentação e, se em ordem, irá encaminhar um ofício ao processo onde estão os valores bloqueados, para pagamento.

 

Caso o investidor não possua a documentação, é necessário ingressar com um procedimento que obriga a Telexfree a apresentá-los.

 

Top